sábado, 27 de abril de 2013

Século XXI: triste tempo para se viver, especialmente no Brasil

Ou muito me engano ou parece que a situação do mundo piorou bastante desde dezembro de 2012.

Mas tenho testemunhos que corroboram minha opinião.

Acesso os grandes portais de notícias diariamente, e parece que tem havido mais notícias negativas desde o final do ano passado (isso é uma impressão que tenho, as estatísticas podem provar o contrário).

urso triste

No entanto, ontem mesmo olhei a capa de um jornal porto-alegrense, e não havia uma única notícia positiva na capa; só tinha desgraça.

Principalmente na área política, com algumas famosas PECs contra o Judiciário e criminosos condenados pelo STF liderando a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados.

Foras os absurdos na Comissão de Direitos Humanos, cujo presidente não citarei em meu blog por respeito a todos que tem um mínimo de bom senso.

A área de segurança também piorou bastante, provada por estatísticas, tanto nas grandes capitais quanto em cidade médias e pequenas: li reportagens a respeito.

Sem falar nos descalabros diários em todos os setores, principalmente em fundamentais como saúde e educação (bilhões e bilhões para copa do mundo - em minúscula mesmo -, e tostões para setores necessitados).

Assim, pra não me estender muito, o que sinto é que estes tempos são muito tristes para se viver.

Principalmente se levarmos em conta que a tecnologia é avançadíssima.

Desta forma, parece que quanto mais progredimos em tecnologia, mais regredimos em civilização.

Há coisas que nos remetem aos tempos das cavernas, desde os crimes de todos os tipos, principalmente contra a pessoa humana, até os péssimos hábitos de muitos cidadãos (???), como já citei no artigo anterior, sobre a sujeira causada pelos animais de estimação e que seus donos não limpam, e outros, como condutores de automóveis, que nem preciso descrever muito, basta olhar as estatísticas de acidentes de trânsito (podem reclamar à vontade, mas automóvel só participa de acidente quando tem um - péssimo - condutor atrás do volante; a menos que se trate do acidentado, claro).

Pra variar, há condutores que acham que um simples corredor de garagem é uma pista automobilística.

E pessoas que não entendem que a acústica das edificações brasileiras em geral é péssima, e a música que o vizinho toca bem alto parece que está no meio da nossa sala.

Como já comentei com algumas pessoas, grande parte dos indivíduos residentes em apartamentos vivem neles como se morassem em uma casa de fazenda distando milhares de léguas de qualquer local povoado. E tem alguns que ainda se irritam quando são acordados desse sonho infantil.

Mas por incrível que pareça, não tenho muita disposição de brigar com ninguém por isso, nem levantar bandeira contra nada, nem fazer guerra.

No máximo assino petições criadas por outros contra as insanidades políticas e ambientais, cumpro rigorosamente as leis, fiscalizo o que posso, confiro tudo sempre (troco, contrato, lista de compras, etc, etc, etc), VOTO NULO há mais de dez anos, pois prefiro cometer um suicídio eleitoral a dar voto a quem não merece,  e fico pasmo com tanta desonestidade, especialmente da parte de quem mais devia ser honesto, pois são exemplos para uma nação inteira.

Se querem saber mesmo, em resumo: cansei de amar o Brasil.

É um trabalho de Hércules e de Jó amar o Brasil.

E aí você passa 45 anos - ou menos ou mais, cada um com seu tempo - amando esta terra pra chegar ao século XXI e testemunhar que nada mudou, que tudo só piorou e piora a cada dia.

E que todas aquelas promessas alardeadas por este trópicos há 30, 40, 50 anos ou mais, NUNCA foram cumpridas!

[Acabar com o analfabetismo, saúde e educação públicas de qualidade para todos, segurança, alimentação e moradia, por exemplo. Tem pra todos? Não? Mas todos pagam impostos sempre, principalmente ICMS. Há aqueles que sonegam alguns, mas há outros que todos pagam sempre.]

homem comenta futuro

E a cada dia tem mais criminosos condenados e conhecidos dirigindo a nação, e obviamente, mais criminosos cometendo crimes, com a certeza da impunidade mostrada em toda a imprensa diariamente.

E o cidadão - o que é honesto, civilizado, e respeitador das leis - soterrado de insegurança, impostos, carestia, péssimos serviços públicos e toda sorte (???)  de azares a lhe perturbar a vida.

Outro dia até pensei em fazer um 'meme' dizendo: "Brasil, não me faz te pegar nojo!", frase conhecida dos gaúchos (a parte do 'não me faz te pegar nojo').

Infelizmente, passei dessa fase. No máximo posso dizer: Brasil, você me fez lhe pegar nojo!

E não tenho vergonha de dizer que se a oportunidade de morar em um país sério aparecer, não a perderei.

Mas ressalto que países como EUA e França não estão na minha lista de países sérios.

Se temos uma presidente que não tem o respeito nem das mulheres deste país, (sou fã da Luana Piovani, e não é por suas belas pernas; é pela sua mente e coração mesmo, e principalmente por ter a humildade de se reconhecer publicamente como imperfeita), também não vou respeitar um país que quer controlar o uso de armas apoiando clube de caçadores e um presidente que ganha o Nobel da Paz fazendo guerra (é só buscar no google).

Quanto á França, sinto muito, mas meu melhor amigo morreu - desencarnou, melhor dizendo -, em um hospital de lá, tendo recebido um atendimento pior do que o SUS dispensaria aos "degredados filhos de Eva" que são esquecidos em seus leitos por falta de familiares que os cuidem.

Que me desculpem aqueles que pretendiam encontrar aqui um revoltado querendo pegar em armas.

Sinto muito, mas não vou sujar minhas mãos com o sangue sujo dos desonestos. Muito pelo contrário. Quero manter minhas mãos limpas. E minha mente lúcida.

Como dizia meu melhor amigo: o mundo é apenas uma fila comprida em frente ao cemitério. E todos estão nela, saibam disso ou não. Alguns são mais apressados, e vivem furando a fila, e outros preferem métodos de dor mais prolongados, preferindo cometer crimes em grande escala para garantir a vinda do câncer, do Alzheimer, do Parkinson, da demência ou mesmo do suicídio.

Cada caminho é único. E cada um vai chegar ao fim das ilusões deste mundo como puder. Para poder contemplar a Eternidade.

Eu prefiro o caminho que eu mesmo escolhi pra mim agora, o da meditação sobre a eternidade.

Cansei de pensar no futuro; medito sobre a eternidade.

Aliás, vi um filme sobre isso ontem: A Viagem (Cloud Atlas).

Na verdade, pratico vários tipos de meditação; a mais regular é a meditação física conhecida como Zen Budo.

Quem quiser um caminho mais rápido, ou mais ativo, ou  mais virulento ou violento, cada um que o faça, e que se responsabilize por ele. Eu me responsabilizo apenas pelo meu, e já é bastante.

Isso se chama livre arbítrio.

Se você teve a paciência de ler até aqui, muito obrigado por ler este desabafo. Não pretendo fazer revolução nem tentar mudar a mentalidade de um país inteiro. Isso já foi feito abundantemente no século XX e não adiantou muito. Como dizia o Einstein, loucura é fazer as mesmas coisas e esperar resultado diferente. Tem que haver um caminho diferente.

Se não, obrigado de qualquer modo. Gosto da internet por isso: eu publico o que eu quiser, e o leitor lê o que ele quiser, até onde ele quiser. Sem ter ninguém torrando a paciência.

Para quem tem animais de estimação

Amigos criadores de bichos, principalmente gatos e cachorros, tem coisas que realmente não entendo no tocante a criadores de animais de estimação.


Explico-me: o que leva uma pessoa que tem um bichinho de estimação a passear com ele pela área comum de um condomínio, deixando o bichinho fazer suas necessidades pelos corredores - urina e fezes - e NÃO LIMPAR depois?

panda atrás de árvore

Estou falando da área comum do condomínio: corredores internos e externos (externos ao prédio, mas dentro da área comum, do portão de entrada para dentro),

não é calçada e nem SEQUER os canteiros das plantas (onde os bichos também deixam seus produtos fisiológicos, com permissão de seus donos).

Há pessoas, mais de uma, com certeza, no meu condomínio (tenho a triste tarefa de ser o atual síndico) que deixam as áreas sujas frequentemente.

Vocês que tem bichos e convivem mais de perto com outras pessoas que tem bichos,

o que essas que não limpam as sujeiras de seus bichos TEM NA CABEÇA????

Haja reflexão para entender isso.


***

Pessoalmente, EU tenho uma regra muito clara para MIM: não tenho paciência pra limpar sujeira de bicho em apartamento nem fora dele, PORTANTO, não tenho bichos.

Simples.


Ao contrário, imagino que quem tem bichos TEM QUE cuidar deles e LIMPAR a sujeira produzida pelo(s) bicho(s).

De forma a não empestear o ambiente, tanto interno quanto externo ao apartamento.


Assim, a pergunta: por que uma criatura que cria outra criatura, DITA IRRACIONAL, em sua residência, NÃO LIMPA o que a DITA CRIATURA IRRACIONAL suja fora de sua residência?


Por mais que eu pense, simplesmente não consigo entender esse comportamento.

Se vocês puderem me ajudar, por favor, o façam via comentários.

Principalmente se tiverem alguma sugestão do que fazer com essas pessoas em um condomínio, para que elas talvez quem sabe um dia possam imaginar que é desagradável para os outros caminhar se desviando de cocô de cachorro nos corredores.

*Notem que estou sendo o mais gentil que consigo nas minhas palavras, para evitar que venham me processar por causa de merda (literalmente).

Inclusive porque estou apenas perguntando a razão, e não julgando ou fazendo hipóteses.

E como diz o ditado, perguntar não ofende.


Agradeço muito, pois infelizmente estou passando a detestar pessoas que tem bichos, embora

adore bichos.

Gosto tanto de animais que jamais os prenderia numa área restrita como um apartamento.

Acho uma tristeza, principalmente no meu caso, que não tenho um pingo de disposição para passear com eles.

Só criaria se fosse em um sítio, pra deixá-los soltos em espaço amplo.

Muito grato.

sábado, 20 de abril de 2013

D. Pedro I, caçador de vampiros

Como diz um amigo meu, tudo se passa como se fosse:

 

O Brasil é o país do futuro

Eu ouço essa baboseira de que o Brasil é o país do futuro desde a década de 1970.

E esse Brasil do futuro nunca chegou.

Quer dizer, o futuro projetado, porque se o futuro do Brasil era esse, vou ter que continuar esperando.

Eu sinto-me assim:

homem comenta futuro

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Como dizer "De que tu tá falando", em inglês?

Arnold (Gary Coleman) ensina como dizer em inglês "De que tu tá falando" (ou "Sobre o que você está falando?"):

Como dizer 'cala a boca' em inglês

Arnold Shwarzenneger ensina como dizer cala a boca em inglês:

Fraude detectada já em 2003 roda pelo Facebook

Eu fico completamente estarrecido quando vejo algo assim:

O que me impressiona não é o fato de ser um boato que em 2003 já era velho e detectado.

O que me impressiona é o número de compartilhamentos: mais de 100 mil, sem que ninguém tenha usado o buscador do Google pra verificar a estória.

Olhem a data em que foi publicada uma matéria no Terra sobre essa fraude:

Agora me digam: faltou fosfato ou não?????

Mensagem para esse pessoal que repassa coisas sem verificar:

 

sábado, 13 de abril de 2013

Como era tosco meu filme de ação predileto!

Olhando agora uma seleção de erros no filme Commando, do Arnold Schwarzenegger, percebi o quanto esse filme é tosco.

Mas não nego que gostava de ver filmes assim.

E também não deixo de achar engraçado essas tosquices (embora a galera esteja se pegando nos comentários):

Cão recebe massagem de gatinho

Depois do gatinho massagear outro gatinho, outro gatinho faz massagem no cãozinho; afinal, os bichinhos precisam relaxar também, pois como dizia um antigo ministro, cachorro também é gente:

 

Gato fazendo massagem

Você acha que sabe fazer massagem?

Veja esse gatinho fazendo massagem em outro e descubra se você é bom assim:

 

terça-feira, 9 de abril de 2013

Uma visão diferente dos vícios malditos

Caros amigos, leitores e visitantes:

como alguns devem saber, tenho feito videoaulas de português, vídeo-poemas e outros vídeos; dessa forma, acabei sendo convidado para participar como ator coadjuvante em um vídeo musical.

A música se chama Maldito Vício, é de autoria de Hingo Weber e é cantada por Kanarinho Kid.

Confira o vídeo, com a minha participação especial como o cowboy bêbado do início:

Cãozinho chama pote pra briga e acaba apanhando

Essa é boa: o cãozinho chama a tigela pra briga e acaba apanhando:

 

George Carlin fala sobre religião

Você conhece George Carlin?

Meu amigo Max Sarmento que me apresentou esse genial comediante.

Neste vídeo, George Carlin discorre longamente sobre religião e suas ideias fantásticas (o vídeo está legendado em português):

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Coala escapa de ilha de carona

Coala escapa de ilha nadando até o barco e subindo para ser levado pelos canoístas (que o deixaram em um clube de golfe junto com outros coalas):

Show completo do Guri de Uruguaiana

Show imperdível do Guri de Uruguaiana, com o tema Canto Alegretense em todos os ritmos e versões possíveis: